Brasil x Argentina: para eles não há rivalidades

 

2016-08-26_19-28-51_5
A goleada de 7 a 1 da Alemanha contra o Brasil na Copa do Mundo fez muita gente chorar. Para a jundiaiense Débora Chico e o argentino Juan Pablo Isoti a Copa é motivo de comemoração. Eles se conheceram em abril de 2014 em um bar na Vila Madalena, quando Juan veio ao Brasil a trabalho. Em junho ele voltou para ver os jogos da Copa. Foram ao estádio juntos, mas nem imaginavam que essa história acabaria em casamento.

“Eu e uma amiga estávamos conversando com o garçom do bar na Vila Madalena sobre a falta de clientes, então resolvemos ajudá-lo, e começamos a abordar as pessoas na calçada para experimentar a caipirinha que estava em promoção. Dois rapazes pararam e nos olharam curiosos. Notei que eram argentinos. Começamos a conversar enquanto eu tentava improvisar meu espanhol. Alguns minutos depois apareceu um grupo de venezuelanos e nos engajamos todos numa conversa em português, espanhol e, algumas vezes, recorrendo ao inglês. Finalmente decidimos nos sentar, e um daqueles rapazes argentinos rapidamente se colocou ao meu lado. Era o Juan Pablo. Passamos algumas horas ali conversando e acabamos trocando contatos”, explica Débora.

Após o primeiro encontro, marcaram de se ver novamente, mas se desencontraram em São Paulo, e Juan voltou para a Argentina. A comunicação ficou por conta do Facebook e Whatsapp. Em junho o rapaz retornou ao Brasil para ver os jogos da Copa. Embalados pelo romantismo do dia dos namorados, aconteceu o primeiro beijo, em frente ao MASP, na Avenida Paulista.

Assistiram a partida da Argentina x Bósnia-Herzegovina, e já era hora de se despedir novamente “eu cheguei em casa sentindo um vazio, me bateu a dúvida se realmente voltaríamos a nos falar, foi quando me dei conta que estava gostando dele”. Para surpresa de Débora, no dia seguinte, a primeira mensagem em seu celular era de Juan. Dali por diante, eles não passaram um dia sequer sem trocar mensagens. Um ano e quatro meses depois, Débora pegou o primeiro voo definitivo para a terra dos Hermanos. “Durante esse tempo, fui para Buenos Aires três vezes e ele voltou para o Brasil mais duas vezes. Na última vez que fui para lá de visita, levei minha mãe para conhecer a cidade e a família dele. Foi nessa ocasião que ele me pediu em casamento”, conta a noiva.

Em 11 de setembro de 2015 eles se casaram na Argentina. E no dia 17 de abril de 2016, escolheram a praia de Guaecá, em São Sebastião, para celebrar a união com os amigos e familiares aqui no Brasil. O convite foi enviado pelo Facebook, em sete idiomas diferentes, pois o casal fez questão de comemorar este momento com amigos que fizeram em várias partes do mundo. O segundo passo foi alugar a casa na praia de Guaecá, em São Sebastião.

A decoração, composta por flores silvestres e mosquitinhos postos em garrafas transparentes, ficou por conta da mãe e da tia da noiva. O aluguel de mesas e cadeiras foi agendado pela internet. “Optamos por contratar o mínimo de serviço possível, então, o cardápio ficou por nossa conta. Colocamos a mão na massa e preparamos tudo. A cerimônia foi na praia mesmo, com o pé na areia, e o almoço servido no jardim da casa, que fica em um condomínio fechado da praia de Guaecá. Os doces gourmets foram produzidos por minha prima, que já trabalha com isso. Enfim, tudo feito com muito amor e colaboração”, explica a noiva.

GASTOS

Bufê + local: Comida/bebidas: saladas, canapés e acompanhamentos (colaboração da família e amigos dos noivos; ingredientes) R$ 1200. Locação casa em condomínio da praia de Guaecá, São Sebastião R$ 3000 por 7 noites para 10 pessoas em abril. Churrasco: Warllem Alves Eventos R$ 240 – 65 convidados – R$ 4.440

Bolo/Aluguel de mesas e cadeiras: Wilma Festas – São Sebastião – R$ 954

Cerimonial: Davi Francisco – presente

Convites: online pelo site Wix – envio por Facebook

Decoração festa/cerimônia + buquê: Mira Vida e Arte (presente mãe da noiva). Reinaldo Casamentos (pergolado, estrutura da cerimônia – presente)

Dia da noiva: maquiagem: Mari Feliciano – amiga da noiva – presente. Cabelo: Espaço Ana Vitori (presente)

Dia do noivo: não teve

Doces finos: Doces Alecrim – preço especial de R$ 450 por 300 unidades

Fotos: Julie Monier e Conceição Pacheco – presente amigas dos noivos

Lembrancinhas: Mercado livre – personalização feita pelos noivos, amigos e pais dos noivos – R$ 180 por 50 unidades

Lua de mel: viagem para o Brasil (praia de Guaecá, São Sebastião) passagens

R$ 2200

Música (cerimônia): Davi Francisco – músicos e professores do CMC (violino, percussão, violão) – presente

Vestido da noiva: Silvia Brest – modista de Buenos Aires – R$ 900

Traje do noivo: Toche – Buenos Aires – R$ 650

Vídeo: Leonardo Briata (presente amigo dos noivos)

Total: R$ 9.774

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s