Em Canela, uma visita à Catedral de Pedra e Cascata do Caracol

A Cascata do Caracol é um dos principais cartões-postais da Serra Gaúcha e está localizada no município de Canela, junto ao Parque do Caracol. Com uma beleza indescritível, é uma das atrações turísticas que não podem deixar de ser visitadas na região de Gramado e Canela. Há duas formas possíveis de curtir o visual da cascata: a partir dos mirantes do Parque do Caracol ou do recém-inaugurado bondinho Parques da Serra. Veja neste post como visitar cada um destes locais.

Na minha viagem a Gramado, separei um dia do roteiro para conhecer as atrações de Canela, entre elas a Catedral de Pedra, que é belíssima e repleta de verdadeiras obras de arte. A Catedral Nossa Senhora de Lourdes, hoje mais conhecida como Catedral de Pedra, é uma construção grandiosa e imponente em estilo gótico. Localizada no centro da cidade de Canela, é vista e admirada de longe. O grande idealizador da igreja foi o cônego João Marchezzi. Ele está sepultado no interior da igreja, seus fiéis até hoje deixam flores. A igreja possui uma torre com 65 metros de altura, e um carrilhão de 12 sinos de bronze.

Na parte da tarde, o destino foi a  Cascata do Caracol, localizada a cerca de sete quilômetros do centrinho da cidade de Canela e o acesso, bem sinalizado com placas indicativas, se dá pela Estrada do Caracol, RS-466. A primeira bilheteria que surge na estrada é a do Parque do Caracol, mas antes de visita-lo eu decidi seguir um pouco mais adiante acompanhando as placas de sinalização que indicavam o caminho para se chegar aos bondinhos.

Os Bondinhos Aéreos Parques da Serra foram construídos num local onde antes havia um bondinho antigo mais simples e aberto. Os novos bondinhos tem a cabine fechada e foram trazidos da Suíça. São bem semelhantes aos do Parque Unipraias, de Balneário Camboriú/SC. Aliás, o bondinho gaúcho pertence ao mesmo grupo que administra o bondinho catarinense, por isso são tão parecidos. O ingresso para passear no bondinho e conhecer suas estações custa 36 reais para adulto e 18 reais para idosos e crianças de 6 a 12 anos. A entrada é gratuita para crianças até 6 anos de idade. O parque abre todos os dias e seu horário de funcionamento é das 9:00h às 17:00h.

O passeio no bodinho do Parques da Serra tem início na estação central, próxima ao estacionamento. No local há uma lanchonete com café, algumas lojinhas e um mirante de onde já é possível ver a Cascata do Caracol. Os bondinhos sobem sempre de três em três e cada cabine comporta até seis pessoas. Primeiro ele sobe até a Estação Animal e ao longo do trajeto é possível curtir todo o visual do vale, sempre com vista para a cascata.

A estação animal tem uma trilha ecológica com 210 metros de extensão, onde as árvores nativas são identificadas com plaquinhas e também há painéis informativos que falam sobre a fauna e a flora da região. Outra atração desta Estação Animal é o espaço “Esculturas que falam”, onde os visitantes interagem com pequenas esculturas de madeira, fazendo com que elas reproduzam o som de determinados animais ao deslizar pequenos bastões de madeira sobre a superfície da escultura, como se fosse um instrumento musical. Ao retornar para o bondinho, ele desce até a Estação Central, onde não há abertura das portas nesta etapa, e depois continua descendo até a Estação Cascata. A Estação Cascata é bem pequena seu único atrativo é o mirante para a Cascata do Caracol. Ao sair do bondinho nesta estação, a única coisa para se fazer é visitar o mirante e voltar para o bondinho, que depois sobe até a Estação Central, onde o passeio é finalizado.

Ao sair do Parques da Serra fomos visitar o Parque do Caracol, que é uma forma bem mais econômica de avistar a cascata. O ingresso custa 12 reais para adultos, enquanto idosos e crianças de 6 a 12 anos pagam 6 reais e crianças menos de 6 anos tem a entrada liberada. O parque fica aberto de segunda à sexta, das 8:45h às 17:45h, e nos sábados, domingos e feriados, das 8:45h às 18:00h.

Próximo ao estacionamento há um mapa do parque, indicando a localização e a distância das trilhas e dos outros atrativos. A maioria das trilhas são pavimentadas e também possuem placas indicando a direção das atrações ou serviços do parque. Uma das atrações do parque é um passeio de trenzinho, cujo percurso tem 800 metros e fala sobre a colonização da região. Há várias trilhas ecológicas, algumas mais curtas, outras mais longas, como a prainha.

Na trilha para a prainha está a escadaria da cascata, que leva até um mirante bem próximo à Cascata do Caracol, de onde é possível visualiza-la de baixo para cima. É preciso ter muito fôlego para encarar as escadas, pois são 730 degraus, o equivalente a um prédio de 44 andares. Descer até o mirante é fácil, o problema é subir tudo isso depois. 🙂

Na estação do bondinho, que visitei antes do Parque do Caracol, consegui fotografar com zoom máximo esse mirante inferior da cascata. O principal mirante do Parque do Caracol, que não possui escadas e é de fácil acesso, permite curtir o visual do vale e da Cascata do Caracol de um ponto mais alto. Esta é a vista da cascata a partir do mirante principal. A queda tem um bom volume de água, mas achei ela um pouco menor que a Cascata do Avencal, localizada no município de Urubici, na Serra Catarinense.

gramado-caracol-2

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s