Museu Larco, em Lima, tem maior acervo de cerâmica erótica do mundo

A cultura religiosa do povo inca é baseada em deuses. A Pacha Mama, também conhecida como a Mãe Terra, é uma das mais conhecidas no país, e responsável por propiciar fertilidade à agricultura. E por falar em fertilidade, em Lima, no Peru, está localizado o museu Rafael Larco Herrera, que entre as suas mais de 45 mil peças de arte pré colombiana, fruto do trabalho de escavações e da compra de numerosas coleções de seu fundador, Rafael Larco Hoyle, está o maior acervo de cerâmica erótica do mundo. São vasos e estátuas com representações de práticas e órgãos sexuais. Chega-se a ter a sensação de estar dentro de um “sex shop” pré-incaico, com jarras cerâmicas no formato de pênis e, se não fosse absurdo o adjetivo, bonecas “infláveis” em barro.

museu-larco-herrera

Algumas das peças, segundo os guias, eram utilizadas para representar os períodos de colheita e, portanto, de fertilidade. Outras, remetiam à morte, como uma estátua com um pênis gigante e uma cabeça de caveira, demonstrando a preocupação dessas civilizações com o apego excessivo aos prazeres da carne.

O acervo do museu está situado dentro de uma mansão colonial do século 18, que, por sua vez, foi construída sobre uma pirâmide pré-colombiana do século 7. Nas salas de exposição permanente também há objetos menos “constrangedores”, como tecidos que demonstram o desenvolvimento da técnica de confecção em teares e coloração de fibras que datam de 1.000 a.C. Pouco depois de detalhar o apurado método têxtil, o guia se atém a explicar detalhes de uma pintura que demonstra a forma simbólica de colonização espanhola. O quadro mostra toda a dinastia inca que, em determinado momento, é sucedida pelo rei espanhol Carlos 1º, apresentado como “legítimo herdeiro dos reis incas”.

O Museu Rafael Larco Herrera fica na Av. Simón Bolivar, 1515, Pueblo Libre 15084, Peru. O telefone é o +51 1 4611312

Conheça um pouco mais sobre os principais deuses incas:

  • Inti: Deus supremo na religião inca. Era o deus do Sol que exercia a soberania no plano divino. Era o deus mais popular no Império Inca, sendo adorado em vários santuários;
  • Viracocha: De acordo com a religião inca, Viracocha era o mestre do mundo. Surgiu das águas e criou o Céu e a Terra. Era um deus nômade e tinha como companheiro o pássaro inti;
  • Mama Quilla: Era a esposa do deus Inti e mãe Lua. Mãe do firmamento, tinha uma estátua no Templo do Sol;
  • Pacha Mama: Também conhecida como a Mãe Terra, esta deusa era encarregada de propiciar fertilidade à agricultura;
  • Pachacámac: Era uma reedição de Viracocha, porém cultuado e venerado na costa central do Império Inca. Era conhecido como o deus dos terremotos;
  • Mama Sara: Era a deusa Mãe do Milho, principal alimento dos incas;
  • Wacon: Deus maligno e cruel, era o responsável pela seca na costa do Peru. Os incas acreditavam que este deus era um devorador de crianças;
  • Supay: Era um deus que habitava as profundezas da Terra e o mundo subterrâneo dos mortos. Os incas consideravam ele como uma espécie de demônio.

Abaixo, algumas fotos do museu:

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s