Contos de um amor real


O momento exato em que tudo começou eu não sei, mas, acho que foi com uma agenda em cima da minha mesa. Uma aluna vira e pergunta onde eu trabalho, explico que sou jornalista, e imediatamente você parou a aula, me encheu de perguntas, buscou no google seu jornalista preferido para me mostrar, e me parabenizou pela profissão. Até então você  não passava de uma pessoa comum. Na semana seguinte, eu sozinha na aula, você saiu do seu lugar, sentou-se ao meu lado, elogiou meu colar de pérolas, perguntou como foi meu dia, e me contou sobre o seu. Falou que havia queimado o dedo no forno, contou que gosta de cozinhar, que ia à feira fazer compras, e que sua mãe ligava todos os dias de Chicago para saber como estava a vida no Brasil. Mesmo sem conseguir me comunicar direito, compreendia tudo. Interagia com um vocabulário pobre, mas a comunicação também era com gestos e olhares.

Estava encantada com seu jeito simples e original de ser, mas, continuava sendo apenas um professor. Então, sem qualquer pretensão, te dei um livro. Esperava apenas um obrigado, mas, fui surpreendida quando virou e me deu um beijo de agradecimento. Nas aulas seguintes, fez questão de contar aos demais alunos que sou jornalista, como numa espécie de admiração. Acho que tudo isso foi me conquistando pouco a pouco. E eu precisava conhecer melhor esta pessoa que estava trazendo um pouco mais de brilho ao meu coração. E mesmo com o cansaço do trabalho, e tantas outras coisas para fazer, os dias de aula passaram a ser sagrados. Fui percebendo que não somente os olhos azuis e os cabelos loiros me atraíam, mas,  a sua simplicidade de abrir  o coração para quem está ao seu redor. O homem que declara numa rede social não acreditar em Deus, e ao mesmo tempo, com seus atos e simplicidade,  exala Deus pela forma que trata as pessoas, e valores que passa como conceito de vida. Ah, se todos que não acreditam em Deus pudessem expressá-lo como você faz. Com certeza o mundo seria um pouco melhor.

Seu jeito desbravador, espontâneo, e até mesmo cômico, atrai as pessoas. Posso enumerar alguns momentos que não vou esquecer :

1 – O dia que explicando uma lição me disse que os homens ao envelhecer perdem o cabelo, mas as mulheres continuam com os cabelos fortes e bonitos, como o meu;

2 – Em uma aula, contou sobre um amigo seu que teve medo de pular de paraquedas, e acabou fazendo xixi nas calças. Para exemplificar, mostrou sua cueca (oh meu Deus), morri de rir aquele dia;

3 – Quando corrigia meus exercícios de inglês, novamente puxou sua cadeira ao meu lado,  escreveu à caneta no meu livro todo. Fiquei morrendo de raiva,  ao mesmo tempo feliz, sentia sua respiração tão perto de mim, que me segurei para não te beijar;

4 –O primeiro dia dos namorados que passei ao lado de um loiro dos olhos azuis foi com você! Nesta aula, disse que eu estava bonita, e elogiou um cachecol que eu usava;

5 –No dia do meu aniversário,  inesperadamente se levantou, me abraçou, e desejou felicidades, senti toda sinceridade do mundo naquele abraço;

6 – Me contava coisas tão engraçadas, como o dia que sua ex-namorada te deu um tapa na cara, seus casos de infância, e a perda de um amigo, que te motivou a tatuar o braço;

7 – E quando falávamos de comida, ambos concordávamos que a comida japonesa é maravilhosa, e suco de laranja natural é a melhor bebida do mundo;

8 – Foi tão gentil o dia que saí de sua aula, e enquanto fui ao banheiro, você pegou minha bolsa e levou até a outra sala de aula, pequenos gestos que conquistam;

9- E sua explicação sobre o verbo Come Over: pediu para eu imaginar que você me ligaria e convidaria para jantar. Meu Deus, como sonhei e torci para este jantar ser uma realidade, mas ficou apenas na imaginação;

10 – E o dia que fiquei sabendo que você estava lendo a Folha de S. Paulo, e me perguntou onde achar o jornal Le Monde. Aí me apaixonei: Bonito, gentil, curioso, e ainda gosta de ler!!!Isso é raridade.

Daí por diante, comecei a te olhar de forma especial! Tem um comportamento diferente de todos os outros homens que conheci. Eu precisava saber se você era solteiro, casado, namorava ou, de repente, seria a pessoa especial que eu acredito que entrará na minha vida.  Então, surgiu a oportunidade de incluir você em uma matéria, seria um momento ótimo para conversar em português. Naquele dia meu coração palpitava, estava nervosa, mas, acima dos meus sentimentos, tinha que ser profissional,  enquanto o coração explodia de alegria.

A matéria foi um sucesso. Chamada com destaque na primeira  página do jornal. Acredito que tudo que fazemos com amor, tem 100% de chance de dar certo. Então, tomei coragem e fiz o primeiro convite à você.  Assistir um espetáculo no teatro, mas, imediatamente recusou. Depois vieram o segundo e terceiro convites, e todos recusados. Foi quando percebi que estava apaixonada, mas não seria correspondida. Imediatamente comecei a me afastar. Procurava inúmeros defeitos para associar a você, assim, eu sofreria menos. Toda vez que lembrava o quanto era perfeito, pensava: ele não acredita em Deus, ele é fumante. Mas, em contra partida, você vinha com um gesto de gentileza, e todos os argumentos que eu criava para tentar me livrar de você já não tinham importância.

Um dia, ao abrir o facebook e ver suas fotos com várias mulheres em uma balada, fiquei furiosa. Me questionei porque aceitou o convite de tantas pessoas aqui, foi para várias baladas, e nunca aceitou nem ver uma peça de teatro comigo?. A partir daí, percebi que já não estávamos na mesma vibe, e te esquecer seria uma meta. No mês seguinte, estava em uma loja comprando óculos, e você parou para falar comigo. Lembra? Meu coração disparou, mas, recebi a notícia que eu mais temia: você iria embora em menos de dois meses. Tentei falar para mim mesma que isso seria bom. Mas, à noite, no meu quarto, desabei a chorar. Nem eu mesma entendia porque faria tanta diferença você estar no Brasil ou não, de qualquer forma já estava distante de mim. Mas, compreendi que meu sentimento por você era muito mais forte do que eu imaginava.

Estou escrevendo tudo isso, porque quero manter estas lembranças vivas na memória. Somente o destino pode responder se um dia nos encontraremos novamente. E sabe, para mim, amor vai além de paixão, sexo e boa companhia. Amor é libertação, é estar em paz consigo e com os outros, é saber que nem o tempo e a distância são capazes de apagar um sentimento verdadeiro. E você ainda precisa voar, conhecer muita gente, andar por muitos lugares. Trilhe o seu caminhe com a coragem de sempre. Mas, que na sua busca incansável por coisas novas, possa abrir seu coração para experiências que realmente tem o poder de mudar o rumo da sua vida, porque, no final, compreendemos que neste mundo as únicas coisas que prevalecem são: Deus, amor e família. Do mais, tudo é passageiro.

Hoje, quero apenas agradecê-lo por despertar em mim um sentimento que eu jamais pensei sentir por alguém. Obrigada por me ensinar um pouco de inglês, por me fazer gostar de Gretchen Parlato e Joe Satriani. Manda um beijo para toda sua família, que deve ser maravilhosa, por ter educado e criado alguém com valores de vida. De vez em quando, mande  notícias. Mesmo não podendo viver uma história de amor com você, acho que podemos ser bons amigos, e compartilhar experiências, mesmo que sejam de trabalho ou viagens. E para finalizar, um poema que expressa em palavras um pouco dos meus sentimentos.

SÓ TU

Dos lábios que me beijaram,
Dos braços que me abraçaram
Já não me lembro, nem sei…
São tantos os que me amaram!
São tantos os que eu amei!
Mas tu – que rude contraste!
Tu, que jamais me beijaste,
Tu, que jamais abracei,
Só tu, nesta alma, ficaste,
De todos que eu amei.

Paulo Setúbal

E uma música que não sei explicar, mas lembro de você ao ouvir. You and I, de Michel Buble!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s