Argentina: um roteiro além de Buenos Aires

Famosa pelo ritmo envolvente do tango, vinhos saborosíssimos, e a carne mais macia do mundo, a Argentina tem muito a ser explorada. E se você quer um roteiro mais alternativo, saindo do circuito Buenos Aires, conheça as cidades de Tigre e  Luján. Se tiver um tempo de sobra, de quebra acrescente mais um país na sua lista, com apenas três horas de barco você chega ao Uruguai . Confira abaixo o que ver em cada cidade, e no final do post uma sugestão de roteiros e dicas para você calcular os gastos e programar sua viagem.

Tigre, um lugar repleto de cultura e romantismo

O Município de Tigre fica uns 33 km da cidade de Buenos Aires na chamada Zona Norte, nas margens dos rios Tigre Luján. Entre os atrativos estão o ChinaTown, um mercado com muitas variedades artesanais e gastronômicas. O Museo Naval de la Nacion exibe diversos atrativos de guerra. Mas com certeza você se encantará com o  Museu de Arte de Tigre,  que exibi beleza desde o jardim localizado na entrada até as torres de sua construção arquitetônica.  Existem várias alternativas para chegar  em Tigre, desde o centro da Cidade de Buenos Aires. Uma delas (e a mais em conta) é pegar o trem da linha Bartolomé Mitre (ramal Tigre), na estação Retiro; a viagem demora de 45 a 50 minutos até chegar ao ponto final.

Luján, contato com a natureza e animais silvestres

Para quem gosta de animais e quer ter a oportunidade única de interagir com eles, é passeio imperdível. Há muitas polêmicas entorno do Zoo Luján, mas o passeio é interessante, os animais bem tratados, e o local reserva uma exposição de carros dos anos 50, ideal para colecionadores.

O Zoológico de Lujan fica fora da capital Federal, a 67 km de Buenos Aires. Se estiverem em grupo de 4 pessoas, a melhor opção para chegar lá é o táxi, demora uns 40 minutos. Ou ir de ônibus, que é tranquilo, como eu fui: leva quase 2 horas (eu peguei engarrafamento e levei mais que isso), mas vale a pena. O ônibus é o 57 rápido, que sai da Plaza Italia em Palermo, e vai em direção a cidade de Mercedes. Atenção que existem vários ônibus 57, confirme se passa no Zôo de Lujan. Compre o ticket na bilheteria que fica ao lado do ponto. 


Buenos Aires, os principais pontos turísticos

Apesar de não ser o foco, não dá pra ir à Argentina e não visitar os principais e tradicionais pontos de Buenos Aires. O Teatro Colón, a Plaza De Mayo e a Casa Rosada.  São lugares repletos de história e lugares lindos para fazer muitas selfies (risos).

La Caminito, no La Boca

Para os amantes do futebol, o La Bombonera, oficialmente conhecido como Estádio Alberto J. Armando, do Club Atlético Boca Juniors, não pode ficar fora do roteiro. O bairro é uma mistura de culturas e ritmos. Nos restaurantes é comum apresentações de tango e interação com o público, já que os músicos passam de mesa a mesa para tirar os clientes para dançar. Um lugar muito agradável para sentir o “ritmo” do subúrbio da Argentina.

Saavedra, Distrito Federal – Um barzinho alternativo

O bairro é charmosíssimo e merece uma visita. Mas, o destaque deste local é um bar totalmente alternativo, o AntiDomingo. Por lá a música é de primeira qualidade e são servidas as  melhores empanadas da Argentina, sem contar na decoração que é totalmente rústica e ao mesmo tempo aconchegante. Um lugar perfeito para fazer boas amizades.

Algumas curiosidades

  • O transporte na Argentina é super barato, com 2  pesos argentinos (média de R$ 0,42) é possível circular de uma cidade para outra (viagens de até 40 minutos)
  • O vinho é saboroso e barato. Mas, por incrível que parece, os vinhos mais baratos foram encontrados na rede de supermercados Carrefour, muito comum por lá
  • As refeições são compostas de carne e salada, e o pão é o principal acompanhamento. Nos restaurantes a couvert chega a ser mais caro do que o próprio prato principal
  • O melhor lugar para comprar alfajor e lembracinhas é o La Caminito. Tem mercadorias para todos os gostos e bolsos.

Como planejar o seu roteiro:

  • Faça uma planilha contendo os pontos turísticos que deseja conhecer.
  • Pesquise no google os preços dos ingressos para ter ideia do quanto vai investir
  • Dá pra incluir uns 3 passeios por dia, lembre-se de incluir no roteiro os gastos com transporte
  • Fique de olho nas promoções das companhias aéreas (em baixa temporada os preços caem pela metade)

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s