Do cenário dos Vikings às ruínas de Glendalough

O Parque Nacional de Wicklow, na Irlanda, ganhou fama após as filmagens de “P.S. Eu Te Amo” (foi neste local que Gerry e Holly se conheceram 🙂 ). Um enorme vale, rodeado por montanhas, e um lago de águas tão escuras (quase pretas mesmo), que é chamado de Guinness Lake. Recentemente, a série os Vikings tem roubado a cena com seus enredos e as imagens sensacionais de Wicklow. E nesta  “trilha cinematográfica” recebe destaque também o Giant’s Causeway, ou a Calçada dos Gigantes, um Patrimônio da Humanidade com 40 mil colunas de basalto em formato de hexágono, que fica na Irlanda do Norte. E para os fãs de  “Game of Thrones”, conhecer a Irlanda é quase uma “obrigação”, já que boa parte da série foi gravada por lá.
wicklow-2

Saindo do centro de Dublin há vários ônibus turísticos que levam os visitantes a Wicklow. Os ingressos custam em média 40 €, geralmente a saída é 7h30 e o retorno para Dublin 17h. Para visitar Wicklow, além do casaco ou blusa térmica, prepare um bom calçado, pois, o lugar é super úmido e em poucos minutos estará com os calçados molhados. É recomendável o uso de botas. Prepare também alguns lanchinhos porque não há comércio nas proximidades. A segunda parada é a cidade monástica de Glendalough.

Ah, Glendalough…

Glendalough é uma aldeia que fica a cerca de 50 quilómetros de Dublin, ou seja, entre uma hora e meia da capital. O nome vem do irlandês Gleann Dá Locha, que significa o vale dos dois lagos. De um lado fica um mosteiro, um dos mais antigos do país, e do outro a parte natural, os dois lagos, ovelhas e colinas verdes. Os lagos são muito bonitos, mas não é permitido nadar nem pescar.

glendlow-3

Um pouco de história…

O núcleo monástico de São Kevin era uma verdadeira cidade naquela época, com uma torre redonda de 30m, um pórtico, várias igrejas, uma catedral, uma quinta, casas e uma população considerável, que contribuiu para que este fosse um dos maiores centros eclesiásticos da Irlanda durante 500 anos.

Glendalough foi pilhada por Vikings, destruída pelo fogo, e sem dúvida abalada pelo mesmo mau tempo que assola as Montanhas de Wicklow hoje, antes de ser conquistada pelos Normandos em 1398. São Laurence O’Toole, o santo padroeiro de Dublin, foi um antigo abade em Glendalough, e regressou ali toda Quaresma para um retiro de 40 dias em uma gruta conhecida como São Kevin’s Bed. O acesso para a gruta não é seguro, mas você pode ganhar uma ótima oportunidade de tirar uma boa foto acima do Lago Superior a partir da Miner’s Road.

As trilhas de Glendalough

O que realmente faz Glendalough tocar sua alma é a sua localização no coração do Parque Nacional das Montanhas de Wicklow. O vale possui nove trilhos de caminhada (você pode obter mapas no posto de turismo local) e é também um apreciado ponto de descanso ao do Wicklow Way, um trilho de 130 km desde Marlay Park, em Dublin, até Clonegal, no Condado de Carlow.

O trilho é famoso pela observação de aves – não se surpreenda se você avistar uma cotovia – e, segundo a lenda,  os homens que construíram a catedral original de Glendalough fizeram votos para “acordar com a cotovia e deitar com o cordeiro”, mas logo se cansaram pois a cotovia acordava cedo demais. São Kevin rezou por uma solução e, desse dia em diante, a cotovia deixou de cantar no vale encantado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s